sábado, 15 de novembro de 2008

| (não) procura-se desesperadamente |

Conta-se que a mulher estava desesperada, atrás de algo que não encontrava. E andava para um lado, e andava para outro, e corria com ansiedade a buscar em um canto e em outro e em outro... Olhava, virava, estava sempre em movimento, nervosa, angustiada, sem paz.

Daí uma entidade mágica – que por aqui nesta Terra convencionou-se chamar de Destino – já preocupada com aquela angústia toda da mulher, segurou-a pelo braço com força e disse:

Você está procurando o que eu acho que está? – perguntou o Destino já sabendo da resposta.

Sim. – disse a mulher baixando a cabeça e cobrindo o rosto com as mãos – Procuro o Amor.

O Destino balançou a cabeça, piedoso. E então disse:

Mulher, o amor não é coisa que você guarde. Ele não está guardado em algum canto esperando que você o encontre. O amor não depende sequer só de você. E muito menos é você quem encontrará o amor. Escute-me bem: é o amor quem lhe encontrará.

A mulher olhava assustada para o Destino. De repente sentiu-se feliz! Seria o Amor quem lhe encontraria!

Ao ver a moça animada, o Destino levantou a mão em tom de cuidado:

Uma palavra de alerta, no entanto: sabe como fazer para que o Amor lhe encontre?

A mulher olhava concentrada para o Destino. Agora saberia a fórmula para sua felicidade!

Não o procure.

De repente a mulher ficou confusa. Sem entender, perguntou:

Então... eu não preciso fazer nada para que o Amor me encontre?

O Destino olhou sério para a mulher. Teve paciência. Sabia que as pessoas demoravam a compreender as coisas. Por fim, disse:

Na realidade será necessário que você faça muitas coisas para que ele lhe ache. A primeira dessas é que você não o procure. Você não sabe disso, mas o Amor está sempre perto de você. Mas a questão é que ele não pode chegar até você antes do tempo: ele sempre chega na hora certa de chegar. Na verdade ele chega inclusive sem você querer que ele chegue, tão incisivo é o Amor.

Sempre preocupada, a mulher se apressou em dizer:

Ah, mas eu quero! Eu quero que ele chegue!! Quero sim!

O Destino disse com carinho:

É claro que sim. O Amor sabe disso. Mas, veja, como Pai de todos os sentimentos, é o Amor quem dita as regras. Ele virá na hora que achar que deve vir. Na intensidade que achar correta. Durante o tempo que for necessário.

Necessário para quê? – perguntou a mulher ingenuamente.

Necessário para que lhe transforme.

Ela franziu a testa. Sabendo que ela não entendera, o Destino continuou a explicar:

Minha querida, o Amor sempre transforma. É essa sua razão maior.

Ela olhou para o Destino e sorriu. “É verdade!” – Disse ela para dentro de si sem sequer perceber que o Destino podia escutar tudo nela: ela era feita da matéria Dele: ela era feita do tempo Dele.

Com cuidado paterno, o Destino continuou:

Para que o Amor lhe ache, minha pequena, você precisa fazer apenas duas coisas.

O coração dela batia intensamente! Iria saber de tudo agora!

Primeiro: cuide bem de você. O Amor precisa de equilíbrio: e você, como lugar onde o Amor morará, precisa estar bem, feliz antes mesmo que o Amor chegue. Certa de que esse corpo é responsabilidade sua. Certa de que é você quem preenche as horas do relógio. O meu tempo, que sou Destino, é o seu tempo, mulher. Use-o bem. Não lhe dou as horas para que você as desperdice: as horas são feitas para duas coisas: para que se cuide de sorrisos e para que se cuide de lágrimas. É da troca constante desses dois momentos que a vida humana é feita. Saboreie os dois: pois eles são o que você é e eles são a razão pela qual eu te criei.

A mulher chorava. Esse era um dos momentos de lágrimas. Entendeu então. Entendeu que era feita de tudo: do mesmo tempo que a formava.

O Destino continuou:

Segundo: Quando o Amor chegar, abrace-o com força.

A mulher não entendeu. Ora, mas que coisa mais sem sentido de se dizer! Se ela queria tanto que o Amor chegasse, por acaso ela destrataria o Amor? Ora, mas que coisa sem sentido! E, repetindo o pensamento disse:

Isso não faz sentido. Mas claro que se quero que o Amor chegue, é porque o tratarei bem! – disse ela ressentida.

O Destino, sem mudar o tom, continuou:

Mulher, você idealiza o Amor. Todos vocês, humanos, idealizam o Amor. Eu sei, porque fui eu quem lhes criei assim, tão lindos e ingênuos. Mas o Amor, quando decide chegar, mulher, vem do jeito que quer: vem para lhe transformar. O Amor sempre provoca mudanças. Ele vem para que você seja balançada e vem, principalmente, para que você faça escolhas. Grandes escolhas. Difíceis escolhas. E é então que lhe digo: Quando o Amor lhe encontrar: Abrace-o!

Dito isso, o Destino desapareceu.
Mas a mulher já sabia então que o Destino nunca desaparecia. Ela era o próprio destino.

Então a mulher respirou fundo e tratou de seguir seu caminho.
Sempre cuidando de si, a mulher sorria e a mulher chorava – no tempo a que cada coisa dessas cabia.

Um dia, não mais belo que os demais, a mulher estava entretida com alguma coisa quando uma voz lhe chamou:

Oi, tudo bem? É que estava te olhando dali e...

De repente sentiu a força do vento lhe bater com violência no peito. A pancada a balançou e fez com que ela perdesse a voz por um momento.

Em uma fração de segundos um som intenso preencheu seus ouvidos fazendo seu coração acelerar:

TE ACHEI!!

E a mulher, sem titubear, agarrou o amor e abraçou-o com toda a força que tinha.


____________
* texto que escrevi em homenagem a todas as vozes que já escutei e as que ainda escutarei.

~~

|| John Denver e Plácido Domingos, cantando uma das músicas mais lindas, fortes e verdadeiras já feitas: Perhaps Love.



|| cartum ||
A prática Lucy resolvendo as coisas :]






ela de novo: mostrando que às vezes temos que ser é por nós. e ponto. ;]






tirinhas da turma do charlie brown: vá aqui.


|| sério, meninas, eu sei que eu vivo dizendo que tudo é perfeito, rs, mas esse cd É perfeito!! um encontro daqueles que só acontecem a cada centena de anos, sabe? boooooomm demais! Amigo é casa - Simone e Zelia Duncan





clique aqui.

13 comentários:

Sdref disse...

Por partes?
1 - "o Amor sempre transforma. É essa sua razão maior."
"Ele vem para que você seja balançada e vem, principalmente, para que você faça escolhas. Grandes escolhas. Difíceis escolhas."
Nem me fale em escolhas feitas por amor... Se não fosse ele, provavelmente, eu ainda estaria completamente dentro do armário... Mas todas as escolhas, feitas por ele, em nome dele ou em prol dele valem a pena... SEMPRE!
Quanto a procurá-lo... Bom, o fiz por algum tempo, agora relaxei. Aprendi a esperar ele me encontrar e, enquanto isso, aproveito a vida.

Charlie, sempre perfeito... Por muito tempo me identifiquei com ele, depois com schoreder... Acho que, hj, sou mais Lucy e adoro isso!

Zélia e Simone.. Perfeito MESMO!!! Quando pré-adolescente ouvia simone, após os 16 me apaixonei por Zélia. Além de ser um cantora maravilhosa ela ainda é um doce... Um amor mesmo! Adoro demais! Que outra artista participaria de um churrasco juntos com os fãs, sem seguranças nem nada, como qualquer um lá? E ainda jogaria bola? Só ela.. Acho que só se arrepende da bolada que dei, sem querer, na cabeça dela. rsss!


Por último, não menos importante, THANKS! Texto lindo demais! Já disse que você escreve maravilhosamente bem e que eu adoro seus textos? rs!

Kika_L disse...

Nossa texto lindo, o que estava precisando ouvir, valew.

Eu tenho o cd delas no pc vou me dar o dvd de presente de natal :D

Otimo final de semana pra ti!

morgana disse...

Eita, hoje pegou de jeito. Rs
Penso que é só falar em amor e no seu poder 'de tudo', principalmente transformação, que os olhos brilham e o coração entende sem precisar de muita explicação.
Lembrei de uma certa moça, que me ensinou pacientemente sobre este sentimento.
Muuuito bom passar por aqui, sempre. ;)
E esse cd é maravilhoso, eu tb pretendo me dar de presente o dvd. Rsrs

Beijããão Helena* :P

Flôr de Azeviche disse...

Hum, muito bom...
E o cd da Simone e Zélia, eu baixei, muito bom também...
Beijoos

K. (Incompletudes) disse...

é esse o texto hã?

está maravilhoso, e você sabe. Mas, fiquei curiosa... em relação à inspiração...rs...

explique-me. rs rs rs


beijos,

Helena disse...

:::ferds:

acabei de visitar seu cantinho novo! :]
como diz um amigo meu: ooouba!

~ jisuis! você jogou bola com a Zélia!!! aiiii que vontade!! e ainda deu bolada nela?? KKKKK!! - que situação meu deus!! rs
mas ela é perfeita mesmo: o que mais amo nela é essa vontade grande de ser sempre música, de viver sempre a música: é tanto que ela faz parceria com muitos: que a música é o que têm em comum e isso basta. ela vê além, muito além de outros, acho.

um bjão!

:::kika_l:

ô, Kika, seja bem-vinda!!
a sua frase "o que estava precisando ouvir" me fez um cafuné... cê nem sabe! bom demais, ó!
ah, e eu também vou me dar de presente o dvd delas! tô doida pra ver!!
bjão! volte sempre, viu?

:::morgana:

mô, você é suspeita pra falar de mim! rs.
mas você disse tudo: "os olhos brilham e o coração entende sem precisar de muita explicação.

e é por isso que continuo a repetir que você será uma versão beeeem melhor que eu!

um xêro grande, pequena! :*

:::flôooor!!:

adoro lhe ver por aqui!!
e que bom que você gostou do cd! :]
escuto desde sábado! :P

um bjão!

:::Srta. K:

explicado por email!

um beijo grande!


~~~~~~~ tô aqui na correria, meninas, mas volto até amanhã, viu? não vão embora, plis! :*

Duda disse...

Perfeito!

O texto, a declaração, os cartuns e principalmente a canção!
A letra tenta dá várias explicações sobre o que é o amor, ouvi pela primeira vez quando ainda era uma criança, desde
então me apaixonei. Foi uma ótima surpresa encontrá-la e ouví-la ( não pude resistir) aqui no seu cantinho, que hoje também foi meu!

Grande beijo!

Sdref disse...

Oi oi oi!
Acabei de ler seu comentário no meu cantinho novo e, antes que eu me esqueça, meu e-mail: fmadureiracandido@yahoo.com (sem o br mesmo, o e-mail é velho...)
Bom, quanto à Zélia, ela realmente vive música. Não há nada mais sério pra ela do que a grande brincadeira divertida de cantar, experimentar, mudar, descobrir, ouvir música. Ela sempre busca o novo, o que acrescente a ela, o que ninguém conhece e tem qualidade... Vê-la falando sobre o trabalho dela, sobre música, é encantador, é de babar por horas. Ela tem uma paixão por isso que só vendo nos olhos dela pra entender...
Adorei a visita no meu novo blog! ;)
Bjssss

Coração Vulgar disse...

O texto do amor é delicioso... Mais delicioso é quando ele te encontra e vcs não se separam mais...

O CD de Zélia e Simone é oq ando escutando ultimamente, ontem dormi ao som delas, perfeito!!!

Charlie Brown, sem comentários...
Ícone eterno!!!

Enfim, que mistura boa, que coisa boa este blog...
Adorei, Moça!!!

:)

Coração Vulgar disse...

Ah, vou f/f vc para poder vir sempre por aqui, ok!?

Abraços.

Bruna B. disse...

Maravilhoso...como tudo aqui no seu blog! *-*
bjo :*

Ericka Lima disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Kika Lima disse...

Eu achei tão lindo esse texto quando li a primeira vez que salvei no pc, tava triste esses dias por causa do tema do texto, fuçando nos meus arquivos achei o texto, e de novo você me deu o abraço que precisava, Obrigada = )