quinta-feira, 18 de dezembro de 2008

| da série: salada de frutas é bom demais! |

É que este vai ser um post-mistura. :P
Muita coisa que eu quero falar (ando tão faladeira esses dias – deve ser o fim de ano) e pouco tempo disponível.
Primeiro de tudo, eu queria agradecer.
Sério mesmo.
Queria agradecer às mulheres show de bola que vêm aqui gastar um pedacinho do seu dia comigo.
É muito legal você saber que alguém escolheu usar seus minutos em sua companhia.
Faz cafuné na alma isso. ;]
Então, brigadão! :*

E por falar nessas mulheres show de bola, de vez em quando uma delas decide me passar um e-mail. Uns são deliciosos! Rs. Outros são uma fofura. Outros me deixam meio encabulada... Mas de uma maneira geral tem sido muito gostoso saber que nós todas partilhamos das mesmas lutas e desafios, dos mesmos medos e vitórias: que vivemos histórias que têm temáticas em comum.

É bom saber que existem outras guerreiras que estão lutando a mesma guerra que você: você se sente parte de um time, entende? rs.

Cheguei super cansada em casa no outro dia e fui ler poesia (coisa que sempre me faz muito bem). Tirei da estante um livrinho que adoro, do Horácio Dídimo: um autor aqui da minha terrinha mesmo. Uma das poesias me fez lembrar de nós, do nosso Sapatilhar, dos dilemas que às vezes enfrentamos, das lombadas que ainda temos que vencer:

~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~
SOLUÇÃO

daqui a cem anos
todos os
nossos problemas
nos terão resolvido
~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~

E é isso, sabe?
Tudo é uma questão de perspectiva.
De acreditar sim no amanhã.
Se a gente lembrasse do tanto de coisa que a gente já passou e pelas quais já chorou e percebesse que hoje são coisas que nem doem mais tanto, teríamos a constante certeza de que tudo se resolve.
Chamem-me de otimista, rs, mas acho mesmo que a gente tem que estimular o que há de bom. ;]

E acho que é por isso que gosto tanto de livros. São vida guardada. Registrada.
A nos mostrar que tudo o de ruim e tudo o de bom, passa.

Gente, tudo um dia termina! Já pensou como isso é escandaloso?? Dá vontade de gritar em desespero: você está esperando o que para começar a viver??

Tem um verso do Evangelho de São Lucas que diz:

Pois onde estiver vosso tesouro,
Ali estará também o vosso coração.

(Lc 12,34).

E é isso, sabe? Está ainda em dúvidas?
O
nde está o seu tesouro? Se concentra aí... e se responda: onde se encontra o que te faz sorrir?
Porque é para essa direção que você tem que caminhar!!


Eu me lembro que quando eu era adolescente estava tendo aula particular de matemática (sou burríssima para cálculos até hoje :P) e resolvi uma das questões com o meu professor. Era uma daquelas questões de múltipla escolha, sabe? A, b, c, d, e.
E uma vez tendo chegado a uma resposta, ainda insegura, eu disse: Mas deixa eu olhar para as outras opções. E o meu professor me disse com a voz firme: Para quê?A resposta certa é apenas uma. E você já a encontrou.

Foi a maior lição que a matemática já me ensinou!! Rs

Às vezes a gente fica perdendo tempo, olhando as respostas erradas, já tendo há muito tempo encontrado a resposta certa...

Bom, mas voltando à história dos e-mails...
Uma das meninas me disse:

Helena, leio todos os seus posts mas não tenho coragem de comentar... sou tímida... mas resolvi lhe escrever porque queria agradecer. Eu tava aqui com o coração apertado, e vendo você passar por coisas parecidas e levar isso no bom humor me ajudou mesmo... (...) às vezes eu achava que não era normal tudo o que eu estava sentindo... ficava me culpando, sentindo vergonha disso tudo... com você falando, tudo parece tão normal! (: Enfim... só para lhe dizer isso mesmo... um beijo, tá?

E eu digo para essa querida senhorita tímida: pois eu sinto a mesma coisa recebendo os comentários e e-mails de vocês!! Sou aprendiz nisso tudo também! E às vezes eu ainda me assusto... Mas o maior presente que 2008 (olha como está recente!!) me trouxe foi esse: ter encontrado a resposta certa!
Antes deste ano, eu ficava teimando nas outras respostas, querendo convencer a mim mesma que elas poderiam ser as certas... mas, ora veja, uma vez que eu encontrei aonde estava o meu tesouro... ai ai.. não teve jeito: gritei para dentro de mim mesma: OKAY, DONA HELENA, VOCÊ JÁ SABE QUE GOSTA MESMO É DE MULHER!! ESTÁ NA HORA DE ACEITAR ISSO, NÃO ACHA?

E foi a vez de colocar moral em mim mesma e de saber que se eu não fizesse nada, ninguém poderia fazer por mim.

O resultado disso tudo uma das minhas melhores amigas notou no outro dia:

- Helena, eu nunca te vi tão bem como você tem estado! Nem quando você estava de casamento marcado!

Pois é. :P
Encontrar o formato do seu sorriso dá nisso: você consegue achá-lo de novo e de novo mesmo que vez por outra ele se perca. :]

O que me leva à Lya Luft:
Ganhei o ‘Pensar é transgredir’ – que já me conquistou só pelo título!

E noite sim, noite não, leio um pouquinho dele.
Ontem a Lya veio me dizer:

A vida é uma mesa posta, com venenos mortais, pratos insossos e outros deliciosos. Alguns conscientemente escolhem veneno, achando que a vida é sofrer, e ponto final. Outros comem – e vivem – sem sal.

Mas há os que, quando podem, pegam as delícias da vida e assim se salvam da areia
movediça da depressão.

Oooou seja: a mesa é uma só, meninas.
O que muda é o que a gente escolhe comer.
E aí? Você está com fome de quê?? ;]

_____________
Bom, eu recebi dois pequenos desafios de minhas amigas-les-blogueiras. A Mari, do Queer Girls e Lesbofera, e a Marcia Paula do Não-Memórias e Lescriptum, me acertaram com o desafio literário abaixo:

1. Agarrar o livro mais próximo.
2
. Abrir na página 161.
3. Procurar a 5ª frase completa.

4. Colocar a frase no blog.

5. Não escolher a melhor frase nem o melhor livro!!!
Utilizar mesmo o livro que estiver mais próximo.

6. Passar a 5 pessoas.


--> Bem, rs, por pouco não encho vocês com mais Campbell! :P
Ele era o quarto livro da pilhinha que está neste momento aqui do meu lado... rs

Como eu recebi duas vezes o mesmo desafio, escolhi os dois primeiros livros da pilhinha e as tais frases das respectivas págs. 161:

LIVRO 1: A Palavra e a PALAVRA, do Horácio Dídimo.
Frase: Tudo será macio e leve e leve e leve e a alegria então será imensa.
- DELÍCIA, NÉ?? :]

LIVRO 2: Meu pé de laranja lima, do José Mauro de Vasconcelos.
Frase: “Mas nem toda criança tem a felicidade que tens de entender as árvores.
- ORA VEJA SÓ!

-- por isso que se diz que de coisa bonita, mesmo só um pedacinho é bonito também! :]

Tá. Agora é a hora de indicar cinco vítimas, digo, pessoas:

- a Lorena e a Flôr já vi que foram escolhidas, e acho que não posso voltar pra quem me escolheu, rs, então lá se vai:

1. A Ferds, do Manual d@ Cafajeste e do Costurando a Vida.
2. A Lezzie, do Lezzie Grrrls.
3. A Sandrinha, do Fazendo Manha.
4. A Luisa, do Mundos Paralelos.
5. A San, do Armário de Idéias.

__________
Sim... Continuando a deliciosa salada de frutas:

Como algumas de vocês já sabem, rs, eu sou louca e intensamente apaixonada por um homem. Oo Joseph Campbell é mesmo meu guru, não tem jeito! Por mim eu colava o espírito dele no meu que é para eu aprender a ver melhor sempre. O dele e o do Saint-Exupéry, que é para terminar minha transformação em ser todo-poderoso! rs

Bom, mas a Del, que na minha opinião é a nossa representante maior de coisas tecnológicas, me deu um presente que eu queria dividir com vocês.

Como vocês já sabem, eu sou auto-empolgável e adoro aperrear (que é para ficar bem cearense) as outras com as coisas que eu gosto.

Pois então... lá se vai: o livro-conversa do Campbell para vocês!!!!!!!! ê ê ê ê ê ê!! :P
Leiam, leiam meeeesmo, tá? :]
É bom demais e, como é literalmente uma conversa, a gente lê rapidinho... E faz a gente refletir sobre um monte de coisas!
Valeuzão demais, Del! ADOREI!!!
Já saí mandando pra todo mundo que eu conheço!! :P Hehe.


~~~ Para baixar, é só ir AQUI!

:]




| cartum |
Patty-Pimentinha, compartilhando comigo o que eu senti durante a maior parte dos meus anos escolares!! kkkk!







|| Tá. Não tem jeito: foi antigo, eu gosto. Essas coisas que guardam uma época em si são deliciosas demais. E o Dean Martin para mim tem gosto disso: de tempo gostoso guardado. AMO!

The best of Dean Martin.
(pleonasmo puro, na minha opinião!) :P





clique aqui.

9 comentários:

Flôr de Azeviche disse...

Helena, no início do post você começou agradecendo as meninas que vem até o seu blog. Linda, eu é que agradeço de ter um blog como o seu aqui para podermos apreciar ^^.
Tudo um dia termina, e, isso é certo. E viver é mais certo ainda. rs
Eu amo livros, como você, ler me faz tão bem, é um santo remédio, parece que esqueço do mundo.
Minha linda, continue fazendo esses posts enoooormes, que são sempre perfeitoos...

Beijoos

Lorena disse...

Gente, como pode, depois de um post lindo como esse a gente ainda ganha um livro que, só pelos pedacinhos que já li por aqui, parece lindo também! Então somos duplamente agraciadas com esse post, que bom!^^

Li seu email, Helena, e vou respondê-lo logo, logo. Aqui eu queria te dizer uma coisa, que tenho aprendido e quanto mais dias passam, mas eu percebo que é certo: ter problemas é questão de perspectiva. Podemos perceber algo como um problema em determinado momento, e a mesma coisa se apresentar como solução em outro momento. E eu gosto de ver a relatividade das coisas... e estou aprendendo a aprender que tudo passa mesmo e usar da relatividade auxilia no processo.
Por exemplo, tenho tentado usar o que me causa sofrimento como aprendizado e tentar tirar das minhas experiências as melhores lições. É difícil, claro, mas quem disse que essa vida seria fácil, né??

E estou atrás do meu tesouro, viu? Vamos ver de onde ele me aparece! rsrsrs!

Eh, ADORO Meu Pé de Laranja Lima, um dia escrevi uma crônica baseada nele... Sempre choro, sempre, já li quatro vezes e continuo chorando nas mesmas partes! E tenho que cumprir esse meme da Mari, apesar de já ter feito uma vez, vou fazer de novo. =)

Beijos, linda Helena. e você devia ter um apelido... Vou pensar nisso.

Anônimo disse...

Flor linda do meu jardim,,,,, e' seu perfume que atrai tantas borboletas.....por isso voltamos sempre.
Obrigada Florzinha por sua ternura !
beijos nas bochechas e muitos cafunes!rs
mineira sua admiradora.

Marcia Paula disse...

Helena,

Meu primeiro contato com a Lya Luft foi através das traduções que ela fazia da Virginia Woolf. Depois,não sei o título do livro(pra variar não-(tenho muita)memória. Só sei que ela fala do Celso Luft logo após a morte dele(e ela perdeu dois amores em tempo recorde)!Fiquei arrepiada com ela descrevendo os silêncios dele que faziam falta na vida dela(passos que você não ouve,por exemplo,mas sabe que estão lá).Como eu sou casada,esse livro,de forma muito especial me marcou.
Querida, a Sandra não está bem. A namorada dela deixou um recado no blog.Está em coma profundo.Em nome dela agradeço a lembrança.Beijos.

orquídea disse...

Bom dia!
Pois sou eu que agradeço as suas palavras vertidas em seu blogue, que são balsamo para mim tb.
Uma vez mais, foi necessário atravessar um oceano para achar esta praia tão cheia de palavras bem reflectidas e que fazem tanto eco no meu pensar e sentir tb.
Um bem haja pelo que se expõe e pela bela forma como o faz.
:)
Beijo

Lidia disse...

Helena!
obrigada pela visita...
gostei mto do seu blog! parabéns!

Coração Vulgar disse...

Salada de fruta é gostoso...
Quando é salada de fruta escrita alivia a alma...
Sai tudo!!!

Agradecer quem passa aqui, vc que faz bem pra quem passa aqui com estes textos que deixam o coração fazendo festa...

:)

Mari disse...

Helena.
Tem presente proc'ê no Queer Girls. Outro. Novidade. Cadê vc??? E o Manufaturado?? Abandonou??
Amo Joseph Campbell.
Detesto a Lya Luft.
Acho péssima!!
Tô saindo pra análise. Depois nos falamos. Mas, tudo bem...senti que fui trocada pelas escritoras de email...olha um ciumito básico!!
bjos

Sdref disse...

Oi oi oi querida!!
Eis aqui o meu retorno..

Bom, adorei o texto!!

"onde se encontra o que te faz sorrir?"

Minha resposta é tão ampla ao primeiro pensamento e logo se torna muito restrita... Mais até do que eu gostaria... Mas, eu tenho certezas na vida, acredito em sinais e outras coisas e sei que tudo é questão de tempo... Demorei, mas aprendi isso!

O seu professor de matemática é o cara mais inteligente que já ouvi alguém citar...
"A resposta certa é apenas uma. E você já a encontrou."

Nossa, essa frase é simplesmente perfeita e me trouxe aqui de volta pra vida e pras coisas que sinto de uma forma quase brutal...

Quanto ao que sua amiga disse, bom, essa minha resposta restrita à pergunta supracitada quando era realidade me fez ouvir muito isso. Engraçado como uma coisa pode fazer tanta diferença na vida da gente... Se eu parar pra escrever sobre isso escrevo um post aqui, rs!

Agora o desafio literário. Vou postar no meu blog, mas já te deixo a resposta:
Livro: Poesia de Florbela Espanca (sempre no meu criado mudo pq abro em qualquer página pra achar respostas pra vida...)
Frase: "Fui pela estrada a rir e a cantar"

Bjssss querida e ótimo final de semana por aí!