quinta-feira, 20 de maio de 2010

Nosso próprio caminho

A questão é que cá estamos: donos de uma vida que nos foi dada. O que fazer com ela? Como administrá-la? Como lidar com erros e acertos? Como ultrapassar os medos e conseguir aquilo que sonhamos?

Não há fórmula padrão, mas há dicas.
Ao longo de todo o nosso caminho, há inúmeras dicas.
Às vezes as percebemos, às vezes não.

Às vezes as percebemos, mas não temos coragem de segui-las.
Talvez não estejamos prontos, ou talvez ainda não tenhamos crescido o suficiente para perceber que depende sim de nós acertar o nosso próprio caminho.


O NOSSO PRÓPRIO CAMINHO.
Percebe a seriedade disso?

Joseph Campbell conta uma história: a de um cavaleiro que está perdido numa densa e escura floresta. E à medida que ele vai caminhando, perdido, ele percebe trilhas que outros cavaleiros deixaram ali naquela floresta.

De repente, o cavaleiro perdido fica feliz: é só seguir as pistas dos caminhos deixados pelos outros cavaleiros!

Mas o cavaleiro não havia entendido muito bem a dica que lhe havia sido dada pela vida:

"Nessa maravilhosa história, quando um cavaleiro vê a trilha deixada por outro pensa que está chegando lá, começa a seguir a trilha do outro e se perde completamente."

Por que isso acontece?

Campbell responde:

"Onde há um caminho ou trilha, outro já o possui."

Entende a metáfora?
A vida é tua!
O caminho é teu!
E são os teus pés que têm que achar o teu próprio caminho!

Seguir o caminho de outro, ou o caminho que outra pessoa quer que você siga é seguir um caminho que não é o teu. É perder-se mais na densa floresta escura em que você está.

E o que falhamos em entender é que é na escuridão que as coisas acontecem.
Entenda: a luz é clara demais.
Nela, há muitas dispersões. E os detalhes se perdem porque muito está sendo dito.

A escuridão é o oposto.
Ela tem apenas uma mensagem para te dar: a necessidade de você encontrar a luz.


A luz ou, em outras palavras, o teu caminho, só se delineia à tua frente quando a escuridão se faz.

Eis a importância da escuridão.
Ela vem para te dizer que você está perdida e que está sim necessitando encontrar o teu caminho.

E sei que quando estamos ali, perdidos na escuridão, nos sentindo sozinhos, achando que não há luz no fim daquilo, com nossas esperanças fracas e quando um desespero incrível nos toma, é difícil perceber que há sim saída para aquele momento.

Mas eu verdadeiramente acredito que somos feitos daquilo que pensamos e daquilo que sentimos. 


E quando entendemos isso, percebemos que muitas vezes temos que dar um basta no nosso desespero, temos que confiar no que a vida ainda nos dará e temos que, sim, buscar nosso próprio caminho.

E Campbell nos afaga a cabeça:

"Depois, ao analisar a sua vida em retrospectiva, verá que os momentos que pareceram grandes fracassos seguidos de destroços foram os incidentes que moldaram a vida que você tem hoje. Você verá que isso é verdade. Nada que não seja positivo pode acontecer com você. A crise o retarda, mas quando lhe for exigida uma exibição de forças, estas surgirão."

Sabe quando sabemos que somos sim seres maravilhosos?
Justamente quando percebemos que mesmo em meio a todo o caos e escuridão que se formou em nossas vidas, nos respeitamos e nos valorizamos o suficiente para continuar caminhando e buscando o nosso próprio caminho.

Eu entôo um canto constante: ele diz: a vida gosta de quem gosta dela.

Então, confie nos SEUS pés.
São eles que têm que achar o seu próprio caminho.

E Campbell, tão querido, nos deixa mais um cafuné:

"Quando tudo está perdido.
e tudo parece sombrio,
vem a nova vida
e tudo de que se necessita."


~~~~~~
Pessoalzinho querido, ME PERDÔEM a tão demorada volta!


Realmente, a cada dia que eu não conseguia estar de volta me sentia super mal...
Entre mudança e problemas com a Telefônica e o tanto de afazeres que se acumularam por conta disso, realmente só agora pude voltar!


Obrigada mesmo por vocês não desistirem do nosso Sapatilhando! Não desistirem de mim!
ESTOU DE VOLTA!! Obrigada por sua companhia tão querida!


Estou reorganizando os projetos para poder voltar a encaminhar tudo, ok?
Espero em breve cumprir com minhas promessas (emoticon envergonhado aqui) e lhes trazer todas as novidades que estou planejando.


E fiquem ligadas no Parada Lésbica também!


Eu e a Del. estamos bolando um evento provavelmente já para Julho aonde poderemos nos encontrar pessoalmente! ;]


Um beijo gigante!
E, agora sim, de volta com a nossa programação normal semanal! :*


PSzão: O Nossas Várias Histórias também foi atualizado!!


E não esqueça de mandar também a sua contribuição para o NVH!!

10 comentários:

Chrys Farias disse...

Helena! Que MARAVILHOSA a sua volta! \o/
Com esse texto reconfortante, parece que adivinhas que estou precisando de certos conselhos...
Que bom MESMO, que estás de volta!!!
Ótima semana para você!
=**

Tânia disse...

HELENA!!! Estou imensamente feliz com o seu retorno... Espero que sejas e estejas feliz conosco sempre, pois assim estamos com a sua glamourosa presença... Que felicidade saber que está muito bem e de volta ao nosso Bloguinho. O seu texto mais uma vez nos leva a grandes introspecções... Bjs

Aninha aruen disse...

Ebaaaa que bom que voltou,tava com saudades!!! muito bom o texto,por "coincidencia" (ñ acredito em coincidencias)na faculdade está tendo uns probleminhas por causa de enfase ,80% da sala vai fazer finanças,eu e mais umas poucas pessoas ñ,e eu ñ desisto de fazer o que eu realmente quero fazer,ñ importa se a maioria quer outra coisa,acho muito importante seguir seu próprio caminho,ser Maria vai com as outras ñ dá né!!! bjsss enormesss!!!!!!

Anônimo disse...

Querida Helena que bom ter você de volta.
Que a nova residência traga muita felicidade a vocês.
Mais uma vez o seu texto parece falar aos nossos ouvidos,trazendo um enorme conforto e mostrando que podemos escolher sim,um caminho que nos faça feliz.
um beijo no coração
Ana Elise e Cecília

ellencodeco disse...

some não.... por mais que não comente, sempre estou presente!!!!

Marina disse...

Ontem fui dormir pedindo a Deus para me mostrar um caminho, e eis que entro aqui hoje e encontro este texto maravilhoso!!!

Obrigado Helena!
Obrigado por fazer diferença nas nossas vidas!

Isa disse...

Ah... Vc voltou! \o/

Esse texto me fez lembrar minha vida na época q eu te mandei um email. Tudo estava bem escuro e eu louca pra achar meu caminho e vc me pedindo paciência... Realmente as coisas só entraram nos eixos com paciência!

Sua volta como sempre, perfeita.

Bjãoo!

Anônimo disse...

Boa volta, Helena! O que dizer? AMEI! Estava cá eu pensando nos problemas da vida e vem vc com esse texto caindo direitinho pra eu ler e me deixando tão leve e calma...obrigadíssima!!

beijos
belisa

Andressa Pierre disse...

Noooossah helena!
que saudades dos seus posts!
ja estava aguniada. rsrs.
beijo linda ;*
p.s: obg por voltar :D

...Família Colorida... disse...

Hey amiga, sou a Maíra do blog "O filho que eu quero ter", estou vindo aqui divulgar meu blog novo, que terá como tema as famílias homoafetivas: http://nossafamiliacolorida.blogspot.com

Faz uma visitinha depois!

Beijos!