terça-feira, 22 de fevereiro de 2011

Esse cansaço tão exaustivo

É que ás vezes, apesar de todos os nossos esforços e força de vontade, a gente simplesmente cansa.

Cansa de tentar.
Cansa de continuar.
Cansa de cair.
Cansa de levantar.
Cansa de acreditar.
Cansa de construir.
Cansa de reformar.

A gente simplesmente cansa: de tudo e de todos.

E aí?
O que se faz?

Lembra da frasezinha que diz: “Toda ação implica em uma reação.”?

Ora, se você está com sede, você bebe água.
Se está com fome, come.

Se está cansada(o), por favor, descanse!

Se permita ouvir e respeitar seu cansaço.
Se permita se afastar um pouco da situação.
Se permita se dar um tempo para decidir o que é melhor.

Tudo na vida é uma questão de perspectiva, e se a sua perspectiva está danificada pelo cansaço, a sua interpretação a respeito do que está lhe acontecendo também está prejudicada.

Lembre-se da música que a Leila Pinheiro canta:

“Viver é afinar o instrumento (de dentro)
De dentro prá fora
De fora prá dentro
A toda hora, todo momento
De dentro prá fora
De fora prá dentro”

Seu instrumento, seu sentir, antes de continuar esse movimento (que é a própria vida e os desafios e dificuldades que surgem), precisa de repouso.

Mas não se engane: o repouso desse movimento contínuo não é isento de sentir.

Mas é essa a questão: SINTA O SEU CANSAÇO.

Ele está lhe dizendo algo, está lhe passando uma mensagem.

Pode ser que essa mensagem seja simplesmente:

“Ei, você está no caminho errado! Você não chegou lá ainda simplesmente por que esse não é o caminho de se chegar lá!”

Ou possa ser que a mensagem do seu cansaço seja:

“O destino que você quer não é para você, não é para o seu bem. Muda de objetivo, vai! Mira outra coisa! Essa já se provou errada.”

Ou pode ser que seja:

“Você está cansada porque a vida está te ensinando a mesma lição de novo e de novo e você ainda não a aprendeu! Reflita! Por que continuar no mesmo erro de sempre?”

Ou pode ser que seja outra coisa completamente diferente.

Pode ser que você apenas precise de um bom descanso!
De um bom se permitir.
De um gostosíssimo sorriso! :]

Mas o seu cansaço, esse cansaço tão horrendo e exaustivo, vem sim junto com uma mensagem. 

E cabe a VOCÊ descobri-la.
Decifrá-la.
Entendê-la;
Escutá-la.

E, claro, perceber que a vida é assim: contínua.
E que ela, a tua vida, acontece através de você: ‘de dentro pra fora, de fora pra dentro’.

Então, como canta a Leila:

“Tudo é uma questão de manter
A mente quieta
A espinha ereta
E o coração tranqüilo
A toda hora, todo momento
De dentro prá fora
De fora prá dentro

O cansaço passa – eventualmente, ele passa.

E a aí resta apenas o que ele nos deixou, a razão pela qual ele apareceu: a mensagem que ele tinha que lhe passar.

A vida não é nunca vazia de significados.


E o próprio cansaço dessa vida vem com uma razão, com um por que (ou vários).


Essa é a viagem.
Essa é a razão desse teu caminhar.
E é assim que você chega no teu amanhã.

Desvendar teus por quês é a melhor maneira de encontrar as tuas respostas.



~~~~~~~~
Tão vendo como eu estou me comportando??? Hein? Hein? :]
Cá já estou eu de novo com um novo textinho!

Mas vou te dizer, hein!!
Como eu ando sem moral!!
Não tô valendo nada no mercado!!! Oo
NINGUÉM, deixa eu repetir, NINGUÉM me mandou sugestão de temas!!!!

Para o bem estar da minha auto-estima, rs, vou acreditar que todas(os) fizeram isso pelo mesmo motivo da Kika_Lima, tá? (ver no comentário do texto abaixo).

Bjo, pessoalzinho querido!
Bom restinho de semana pra vocês! :*

quinta-feira, 17 de fevereiro de 2011

A Felicidade deve ser contagiosa

A questão é muito simples: viver é um troço difícil.

Não só para você, não só para mim, mas para cada um de nós.

Felicidade?


Ora, ela muda de forma o tempo todo!

Às vezes felicidade é passar no vestibular.
Aí você passa, e olha que surpresa: felicidade já vira outra coisa.

Outra coisa que você precisa, outra coisa que você deseja.

Felicidade às vezes é encontrar um amor.
Aí – olha que maravilha – chega o dia em que você encontra.

E aí a felicidade passa a ser a vontade de morar juntas, ou de ter um filho, ou de conseguir um emprego melhor, ou de ser aceita pela família...

Entende onde estou querendo chegar?

Sim, queridona, a felicidade te bate aí, dentro do peito.
Está onde você está, muda conforme você muda.

Então a felicidade, na verdade, deveria ser como uma forte gripe: CONTAGIOSA.


Porque a questão da felicidade é que ela é sim uma decisão interna.


O tal do DECIDIR SER FELIZ.

Decidir encontrar prazer nos vários detalhes da tua vida, da tua existência, do teu sentir.

E às vezes eu presencio pessoas que ao verem alguém feliz imediatamente dizem:
 “Por que não eu?”

E mal sabem essas pessoas que felicidade, se a gente deixar, pega.
De verdade.

Presenciar felicidade DEVE ser um motivo de ficar feliz.

E ao sorrir, ao ficar feliz, sabe o que acontece com você?
Todo um movimento interno que te ajuda a ver melhor tudo o que de bom existe ao teu redor.

Gosto de pensar que sorrir é como um “lubrificante da alma”.

É, isso mesmo: um lubrificante da alma.

Por que tudo é uma decisão, entende?

Sabe quando você decidiu que não ia deixar mais aquela pessoa te afetar? Que as palavras dela agora seriam ignoradas e não poderiam mais te machucar?

E aí, assim de repente, tudo o que aquela pessoa falava se tornava algo tão fútil, tão descartável, tão pequeno... que simplesmente não conseguia mais te atingir.

Decisão.
Decidir por você.
Por seu bem-estar.
Por seu sorriso.

É um poder que você tem.
Mas que muitas vezes não usa.

É um entendimento interno, sabe?

“-- Mas, Helena, por que então é tão difícil colocar isso em prática? Eu entendo o que você está querendo dizer, realmente entendo, mas daí a fazer funcionar na minha vida... não deixar me machucar pelo que as pessoas dizem, não ficar triste porque a minha vida está o oposto do que eu quero... é muito difícil!”   

Ora, ora, ora... mas em algum momento eu disse que seria fácil??
Não! Não!

Mas eu preciso que você saiba que essa é a tua arma secreta!

Quando tudo estiver difícil, quando tuas esperanças estiverem enfraquecendo, quando você estiver desacreditada, quando a tristeza estiver vencendo, é justamente nesse momento que você precisa se lembrar que o que está te acontecendo é a TUA VIDA.

Entende a seriedade disso?

É A TUA VIDA.

Campbell diz:

“As imagens estão aí fora, mas o seu reflexo é interior.” 

“-- Como assim, ‘imagens’, Helena?"

Ora, substitui esse nome por “dificuldade”, ou por “felicidade”, ou por “desafio”, ou por “tristeza”, ou por “glória”, ou por “amor”, ou por “decepção”, ou por “êxtase”, ou por...

ENTENDE???

>>> O reflexo de tudo o que te acontece é INTERIOR.

Ou seja, é aquela frasezinha básica:

“Não importa o que acontece com você. 
O que importa é o que você faz com o que te acontece.”


 - Anthony Robbins

Está vendo como tudo volta para VOCÊ?

Então não venha me dizer que SER FELIZ não é uma decisão.

E não venha me dizer que SER FELIZ não é uma decisão SUA.

E do mesmo jeito que você neste momento se deixa contagiar pela depressão, pelo medo, pela ansiedade, pela tristeza, pela falta de esperança... se faça um favor, está bem?

SE DEIXE CONTAGIAR PELA FELICIDADE.

Ela está aí, dentro de você.
E está em toda a sua volta também.

Mas só a vê quem quer, quem assim DECIDE.

Quer outro motivo para começar a ser feliz?

Pois bem, aí vai:

"É nos momentos de decisão que seu destino é decidido." 


- Anthony Robbins

Tão óbvio, não é?


E então, o que você está esperando? ;]

~~~
Pessoalzinho querido, PERDÃO por tanta ausência! (Ai, meu Deus, vivo pedindo perdão!! Desculpa, desculpa, desculpa!).

Tem muita coisa acontecendo no momento e a mente está a mil!

Então queria firmar uma parceria com vocês: que é para me estimular a estar sempre aqui.
Pode ser? Vocês me ajudam?

Dou até as opções para você escolher, ó:

a) Depende, Helena, diz logo de uma vez, vai!
b) Ih, Helena... sei não... vou pensar no caso...
c) Claro, Helena!!! É só dizer, vai!!
d) Mas de jeito nenhum!! Quero é que você me ajude! HELP!!
e) Heleninha querida, somos parceiras! Diz logo, mulher!


E eis o meu pedido:

Que tal VOCÊ me dizer sobre o que você quer que eu escreva?

Assim fico toda toda me sentindo, achando que estou fazendo uma coisa super-ultra-mega-power-ultra, ajudando uma parceirinha de Sapatilhando, e aí venho aqui toda empolgada, mesmo que tenha outras zilhões de coisas na cabeça para resolver!!

Hein? Hein? Hein?

Me ajudam? :]

Pois é só me mandar um email no:

helenapaix@gmail.com

Fico lhe aguardando lá na minha caixa de emails, tá? ;]

E aqui nos comentários também, claro!

Bjooooo!!
E brigadão por continuarem por perto! :*