quinta-feira, 17 de fevereiro de 2011

A Felicidade deve ser contagiosa

A questão é muito simples: viver é um troço difícil.

Não só para você, não só para mim, mas para cada um de nós.

Felicidade?


Ora, ela muda de forma o tempo todo!

Às vezes felicidade é passar no vestibular.
Aí você passa, e olha que surpresa: felicidade já vira outra coisa.

Outra coisa que você precisa, outra coisa que você deseja.

Felicidade às vezes é encontrar um amor.
Aí – olha que maravilha – chega o dia em que você encontra.

E aí a felicidade passa a ser a vontade de morar juntas, ou de ter um filho, ou de conseguir um emprego melhor, ou de ser aceita pela família...

Entende onde estou querendo chegar?

Sim, queridona, a felicidade te bate aí, dentro do peito.
Está onde você está, muda conforme você muda.

Então a felicidade, na verdade, deveria ser como uma forte gripe: CONTAGIOSA.


Porque a questão da felicidade é que ela é sim uma decisão interna.


O tal do DECIDIR SER FELIZ.

Decidir encontrar prazer nos vários detalhes da tua vida, da tua existência, do teu sentir.

E às vezes eu presencio pessoas que ao verem alguém feliz imediatamente dizem:
 “Por que não eu?”

E mal sabem essas pessoas que felicidade, se a gente deixar, pega.
De verdade.

Presenciar felicidade DEVE ser um motivo de ficar feliz.

E ao sorrir, ao ficar feliz, sabe o que acontece com você?
Todo um movimento interno que te ajuda a ver melhor tudo o que de bom existe ao teu redor.

Gosto de pensar que sorrir é como um “lubrificante da alma”.

É, isso mesmo: um lubrificante da alma.

Por que tudo é uma decisão, entende?

Sabe quando você decidiu que não ia deixar mais aquela pessoa te afetar? Que as palavras dela agora seriam ignoradas e não poderiam mais te machucar?

E aí, assim de repente, tudo o que aquela pessoa falava se tornava algo tão fútil, tão descartável, tão pequeno... que simplesmente não conseguia mais te atingir.

Decisão.
Decidir por você.
Por seu bem-estar.
Por seu sorriso.

É um poder que você tem.
Mas que muitas vezes não usa.

É um entendimento interno, sabe?

“-- Mas, Helena, por que então é tão difícil colocar isso em prática? Eu entendo o que você está querendo dizer, realmente entendo, mas daí a fazer funcionar na minha vida... não deixar me machucar pelo que as pessoas dizem, não ficar triste porque a minha vida está o oposto do que eu quero... é muito difícil!”   

Ora, ora, ora... mas em algum momento eu disse que seria fácil??
Não! Não!

Mas eu preciso que você saiba que essa é a tua arma secreta!

Quando tudo estiver difícil, quando tuas esperanças estiverem enfraquecendo, quando você estiver desacreditada, quando a tristeza estiver vencendo, é justamente nesse momento que você precisa se lembrar que o que está te acontecendo é a TUA VIDA.

Entende a seriedade disso?

É A TUA VIDA.

Campbell diz:

“As imagens estão aí fora, mas o seu reflexo é interior.” 

“-- Como assim, ‘imagens’, Helena?"

Ora, substitui esse nome por “dificuldade”, ou por “felicidade”, ou por “desafio”, ou por “tristeza”, ou por “glória”, ou por “amor”, ou por “decepção”, ou por “êxtase”, ou por...

ENTENDE???

>>> O reflexo de tudo o que te acontece é INTERIOR.

Ou seja, é aquela frasezinha básica:

“Não importa o que acontece com você. 
O que importa é o que você faz com o que te acontece.”


 - Anthony Robbins

Está vendo como tudo volta para VOCÊ?

Então não venha me dizer que SER FELIZ não é uma decisão.

E não venha me dizer que SER FELIZ não é uma decisão SUA.

E do mesmo jeito que você neste momento se deixa contagiar pela depressão, pelo medo, pela ansiedade, pela tristeza, pela falta de esperança... se faça um favor, está bem?

SE DEIXE CONTAGIAR PELA FELICIDADE.

Ela está aí, dentro de você.
E está em toda a sua volta também.

Mas só a vê quem quer, quem assim DECIDE.

Quer outro motivo para começar a ser feliz?

Pois bem, aí vai:

"É nos momentos de decisão que seu destino é decidido." 


- Anthony Robbins

Tão óbvio, não é?


E então, o que você está esperando? ;]

~~~
Pessoalzinho querido, PERDÃO por tanta ausência! (Ai, meu Deus, vivo pedindo perdão!! Desculpa, desculpa, desculpa!).

Tem muita coisa acontecendo no momento e a mente está a mil!

Então queria firmar uma parceria com vocês: que é para me estimular a estar sempre aqui.
Pode ser? Vocês me ajudam?

Dou até as opções para você escolher, ó:

a) Depende, Helena, diz logo de uma vez, vai!
b) Ih, Helena... sei não... vou pensar no caso...
c) Claro, Helena!!! É só dizer, vai!!
d) Mas de jeito nenhum!! Quero é que você me ajude! HELP!!
e) Heleninha querida, somos parceiras! Diz logo, mulher!


E eis o meu pedido:

Que tal VOCÊ me dizer sobre o que você quer que eu escreva?

Assim fico toda toda me sentindo, achando que estou fazendo uma coisa super-ultra-mega-power-ultra, ajudando uma parceirinha de Sapatilhando, e aí venho aqui toda empolgada, mesmo que tenha outras zilhões de coisas na cabeça para resolver!!

Hein? Hein? Hein?

Me ajudam? :]

Pois é só me mandar um email no:

helenapaix@gmail.com

Fico lhe aguardando lá na minha caixa de emails, tá? ;]

E aqui nos comentários também, claro!

Bjooooo!!
E brigadão por continuarem por perto! :*

10 comentários:

...Família Colorida... disse...

Adorei o post. Realmente tem horas que a gente fica sempre querendo encontrar a felicidade em alguma outra coisa, eu sou assim, nunca me sinto feliz e sempre acho que preciso de "algo mais" para ser feliz. Preciso aprender a ser feliz com meu dia a dia.

Beijos!

Flavia disse...

Oi Helena! Que bom tê-la de volta escrevendo tanta coisa boa pra gente!
Ser feliz é o melhor que podemos decidir para nossas vidas! É o que nos motivará a lutar por tudo o mais.Decidimos tantas coisas, queremos tantas coisas, às vezes ao mesmo tempo e esquecemos que para ser feliz não é preciso ter isso ou aquilo. Felicidade é vinculada ao ser, ser feliz não é uma questão do ter, mas sim uma questão do ser! Ser feliz ,como você mesma disse só depende de nós!De uma decisão nossa! Decidir ser feliz é o que basta!Obrigada por nos ajudar a enxergar isso! Beijo.

Isa disse...

Ela voltou! #pula

Ah, com o tempo eu fui cultivando algo que não tinha muito... paciência.E hoje a felicidade é uma parte do meu ser, tudo bem que as vezes ela dá uma sumidinha, mas sempre pelo tempo necessário pra que ela nunca seja desvalorizada!

Gostei da ideia de sugerirmos assuntos pro blog! =)

P.S:Notícias mandadas...e me desculpe pela ausência! =(

Bjooo!

Anônimo disse...

Ler o texto me fez um bem danado, Helena! Vc tem o dom de escrever de uma forma que nos alivia de certa forma...obrigada, sempre!
Então, felicidade é isso tudo, né? Depende de nós, de nossas atitudes, de nossas decisões, e não procurar fora ou em outras pessoas!

Bjs
belisa

Aninha aruen disse...

fiquei feliz de te ver de volta!!!!! amei o texto!! bjão!!!

Kika_Lima disse...

Foi mal Helena não vou te ajudar a escolher o que escrever não oh , simplesmente porque você sempre escreve o que eu to precisando ouvir hauahuahauhauhauahauhauhauahu
Voce é vidente e nem sabe :O

Abração Mulher ótimo final de semana pra você e vê se aparece mais vezes adoro seus textos \o/

♥ ƬลttΨLoira ♥ disse...

Oie tem mimo pra vcs em meu blog ^^ Bjus

LIVIA disse...

oi!!!voltou! Realmente...viver é um troço dificil.Ser feliz entao....Entendo a vida como um processo de aprendizado.mas....

digo disse...

ah...deixando um abraço,esqueci!

Edith Modesto disse...

Helena, querida, vc é maravilhosa!
Adorei o vídeo que vc gravou. Quanta sabedoria e vc é tão moça... E linda! Por dentro e por fora.
Que bom que vc vai dividir a sua experiência conosco.
Obrigada pelas boas palavas dirigidas a mim e
pelo incentivo sobre o trabalho do GPH (trabalho com pai e com jovens).
Beijos, com carinho,
Edith Modesto
(11) 30312106